Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

ANA GOMES NA ANTENA UM

   A Deputada Europeia Ana Gomes falou ontem no Programa da Manhã da Antena Um sobre o actual desastre ecológico nos EUA, verdadeira tragédia para a humanidade, verificado com o derrame de Petróleo no Golfo do México, que já ultrapassou o desastre do Exxon Valdez como o pior da história dos Estados Unidos, isto segundo estimativas divulgadas  pela Guarda Costeira.

   Todos os comentários tecidos são absolutamente justos, e mais veementes que fossem, continuariam a sê-lo.

   Aproveitou a Deputada Ana Gomes para relembrar outro desastre, também ele monstruoso que foi o verificado há mais de 25 anos em Bhopal na Índia.

   O número de mortes verificadas na altura, as que continuaram a verificar-se ao longo dos anos, e  as tragédias humanas que ocasionaram, nunca serão suficientemente condenadas por toda a opinião pública. Segundo organizações de direitos humanos, este acidente foi responsável por mais de 20 mil mortes até hoje, tendo afectado mais 600 mil pessoas, para além dos danos ecológicos causados.

   Não tem discussão e todos deveríamos erguer a nossa voz em uníssono contra estes atentados à humanidade.

   A partir destes dois desastres ecológicos partiu a Deputada Ana Gomes para um ataque aos regimes económicos e para as políticas liberais que na sua opinião permitiram tais desmandos.

   Pode até ter razão, só é pena que se tenha esquecido de Chernobyl, um desastre em tudo idêntico aos acima referidos com incontaveis perdas humanas. Chernobyl teve 400 vezes mais radiação do que a bomba atômica de Hiroshima no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, e ainda hoje, e por muitos mais anos, se farão sentir os nefastos efeitos de tal acidente.

   Que se conste a política económica por aquelas bandas era outra. E é pena que também não tenha referido o número das vítimas diárias verificadas na China provocadas pela poluição atmosférica sem paralelo. Poderia referir se quisesse a Índia e outros casos similares.

   Tinham tido outro impacto as suas palavras. Porque para sermos ouvidos devemos ser confiáveis.

   E esquecer um dos lados da balança não ajuda a sermos levados a sério. Por muito sérios que sejamos.

Estado de Alma: Com a língua de fora.
Livro: A Segunda Guerra Mundial
publicado por Lanzas às 08:58

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

JE SUIS CHARLIE

QUANDO NÃO ERA FIXE FALAR...

Marcelo, Santana e o Cand...

Marcelo, Passos e o Candi...

DIREITOS DOS ANIMAIS ...

O ORÇAMENTO DO NOSSO DESC...

CLARA FERREIRA ALVES

CHOVE EM LISBOA

A FISCALIZAÇÃO SUCESSIVA ...

SUPONHAMOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags