Domingo, 3 de Outubro de 2010

AS VOLTAS QUE A LUZ DÁ (E A EDP TAMBÉM)

   Como é sabido o ex-Ministro Manuel Pinho demitiu-se/foi demitido devido a um incidente parlamentar que teve origem na história, mal contada, do patrocínio de cinco mil euros para a compra de equipamentos, concedido pela EDP a um clube de futebol e que teve o ex-Ministro da Economia como porta voz do facto.

   Em jeito de agradecimento  por ter "mexido os cordelinhos", recebeu uma camisola e um cachecol do clube beneficiado.

   Como sempre, tudo legal e dentro das normas, só que politicamente incorrecto tendo dado origem à simulação do tal par dos ditos.

    Verdadeira estrela do nosso firmamento, Manuel Pinho andou por aí, mostrando-se, convenientemente, pelos locais de eleição que dão direito às fotos da praxe nas revistas de boa cor.

   No entretanto passou a presidir à Comissão de Candidatura de Portugal para acolher a "Ryder Cup 2018", tendo sido apontada por essa Comissão  a Herdade Comporta para representar a nossa candidatura.

   O facto da  Herdade da Comporta ser um projecto  do GRUPO BES, com a classificação de PIN que vem do tempo do ex-Ministro Manuel Pinho que, por sua vez, era quadro superior do GRUPO BES antes de ser Ministro, é apenas um detalhe, porque está tudo legal e dentro das normas.

  Agora a EDP, dentro do quadro legal e das normas, atribuiu um subsídio à Columbia University, em Nova Iorque, a qual por sua vez convida Manuel Pinho como professor visitante, o qual propõe José Sócrates, como convidado para proferir uma palestra, a qual teve lugar a 23 de Setembro, e que coincidiu com a visita do presidente da EDP, António Mexia, à mesma cidade, tendo José Sócrates escolhido como tema principal da sua comunicação  a política de energia em Portugal, com o título "Policy and the Portuguese New Growth Agenda".

   José Sócrates aproveitou ainda a oportunidade para responder a questões que lhe foram colocadas pelos estudantes da referida Universidade. Fê-lo em "bad english", o que é de admirar dada a excelência do curso universitário que possui. 

   Ainda mais porque se  não se sentisse confortável no domínio do Inglês teria podido responder em Castelhano, língua que como sabemos domina na perfeição.

   Nada a acrescentar, até porque está tudo legal e dentro das normas.

  Como diria o outro: SE NÃO FOSSE TRÁGICO, SERIA DIVERTIDO VIVER EM PORTUGAL.  

Estado de Alma: Envergonhado
Livro: A Practical English Grammar
publicado por Lanzas às 14:52

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

JE SUIS CHARLIE

QUANDO NÃO ERA FIXE FALAR...

Marcelo, Santana e o Cand...

Marcelo, Passos e o Candi...

DIREITOS DOS ANIMAIS ...

O ORÇAMENTO DO NOSSO DESC...

CLARA FERREIRA ALVES

CHOVE EM LISBOA

A FISCALIZAÇÃO SUCESSIVA ...

SUPONHAMOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags