Quarta-feira, 6 de Outubro de 2010

ANDRÉ VILLAS BOAS

   Desde que Vítor Pereira se pronunciou sobre as arbitragens, reconhecendo alguns erros que terão prejudicado um Clube, que o F C Porto através do seu Presidente, e com a colaboração do Treinador se perfilaram para uma crítica dura e sem quartel, procurando retirar dividendos de uma intervenção infeliz do Presidente da Arbitragem.

   Sou dos que acham que o Vítor Pereira se deveria ter mantido a recato e não ceder às vozes dos que o chamavam a terreiro para uma análise detalhada de cada jogo, pois isso iria expô-lo, como aconteceu, na praça pública. E perdida a reserva que se impunha, as críticas iriam chover, hoje de um lado amanhã de outro.

   E assim foi sucedendo umas vezes com razão, outras vezes sem ela.

   É o caso do jogo Guimarães vs. F C Porto, em que os Dragões cederam os primeiros pontos no actual Campeonato da Liga de Futebol.

  André Villas Boas, que promete vir a ser um treinador de mão cheia e procura afirmar-se na alta-roda dessa profissão, não perdeu oportunidade de disparar contra o árbitro a propósito de uma pretensa grande penalidade, ajudando a exaltar os ânimos contra as arbitragens.

  Vem agora, num gesto, que por si só é de louvar, mas que não apaga a ligeireza das afirmações iniciais, a rever as suas críticas:

   "Na sequência de uma série de imagens proporcionadas hoje pela TVI sobre o lance na grande área do Guimarães, e que originou a minha expulsão, confirma-se que não há realmente caso para grande penalidade. Nessa jogada as críticas são infundadas e injustas", refere Villas-Boas na nota exposta no site dos Dragões.

   O cerne da questão é este: André Villas Boas precisou de “uma série de imagens” para avaliar definitivamente o lance. Que provavelmente visionou sentado tranquilamente no sofá, rodeado de colaboradores, com imagens em câmara lenta, vistas de trás para a frente e de frente para trás.

   E o árbitro? Decidiu como? Na hora, em corrida, numa fracção de segundo. Sem recuos nem avanços. E neste caso, por acaso bem.

   E na hora André Villas Boas decidiu mal.

   Vamos pois todos pugnar por um futebol melhor, sem excessos. Bem bastam os Madaíl e os Laurentinos da nossa praça para darem cabo dele.

    Não precisam de ajuda.

Estado de Alma: E fez-se luz
Livro: Como se faz uma tese
publicado por Lanzas às 08:21

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

JE SUIS CHARLIE

QUANDO NÃO ERA FIXE FALAR...

Marcelo, Santana e o Cand...

Marcelo, Passos e o Candi...

DIREITOS DOS ANIMAIS ...

O ORÇAMENTO DO NOSSO DESC...

CLARA FERREIRA ALVES

CHOVE EM LISBOA

A FISCALIZAÇÃO SUCESSIVA ...

SUPONHAMOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags