Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

OBRIGADO TIMOR

   O nosso PM e demais elementos que fazem parte do seu séquito, quando não estão entretidos a delapidar os últimos dedos dos portugueses,  os anéis esses há muito que se foram, andam  pelo mundo a fazer tristes figuras, de chapéu debaixo do braço e mão estendida, à procura de quem nos queira emprestar mais algum dinheiro.

   Desta vez José Sócrates e Vieira da Silva foram para Macau e outra comitiva do Governo para a Arábia Saudita, Qatar e Emiratos Árabes.

   Fazem lembrar os Fidalgos arruinados que desbaratadas as heranças da família no jogo, em festas, caçadas e mulherio, pedem uns trocos emprestados ao mordomo para procurar manter as aparências por mais algum tempo.

   Os quadros, os cristais, as porcelanas, as sedas e os ouros já foram passados a patacos a oportunistas feitos almas caridosas, mas não são capazes de parar de sonhar com a vida faustosa e de luxo de antanho, enquanto o Palacete, ultimo reduto da família, mete água pelo telhado, e a humidade arruína os frescos dos tectos e das paredes, último símbolo da antiga opulência.

    Por isso e agora falando de Portugal não podemos ficar surpreendidos quando recebemos recados como este vindo de Timor pela voz do seu Presidente:

   "Se Portugal estiver interessado que Timor, adquirira dívida portuguesa, na estratégia de diversificação das aplicações do Fundo Petrolífero, os detalhes terão que ser discutidos muito antes da vinda do PM José Sócrates,  em Janeiro, para permitir que o Governo Timorense estude o dossier, disse Ramos Horta que salientou ter o Governo de Timor começado já o processo de diversificação das aplicações do Fundo Petrolífero, nos 10 por cento que a lei permite diversificar, além das obrigações do tesouro americano, mas advertiu que Portugal tem de avançar com propostas".

   Para Timor se calhar será um bom negócio atendendo às elevadas taxas de juros que somos obrigados a pagar. Para Portugal será mais um investidor nesta procura desenfreada de dinheiro para fazer face aos desmandos que por cá se praticaram e continuam a praticar. Tudo bem portanto.

   Mas é uma dura realidade que custa a engolir.

   Será que quem governa este triste País vai ficar impune ?

   Pergunto eu, que só pago.

    

Post: 159 

Estado de Alma: De mão estendida
Livro: Portugal de Relance
publicado por Lanzas às 09:26

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

JE SUIS CHARLIE

QUANDO NÃO ERA FIXE FALAR...

Marcelo, Santana e o Cand...

Marcelo, Passos e o Candi...

DIREITOS DOS ANIMAIS ...

O ORÇAMENTO DO NOSSO DESC...

CLARA FERREIRA ALVES

CHOVE EM LISBOA

A FISCALIZAÇÃO SUCESSIVA ...

SUPONHAMOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags