Sexta-feira, 6 de Maio de 2011

VIVA PORTUGAL

   Um Pais faz-se com vencedores e com êxitos que ajudam a elevar o ego colectivo, que é o caminho certo para o bem estar de uma sociedade, não se faz com vencidos nem com desiludidos.

   O facto de Portugal ter duas equipas numa final de uma Taça Europeia de Futebol, e de ter tido três (em quatro) nas meias finais está em linha com o que foi dito. Um dos finalistas não causa grandes surpresas. Dirigido superiormente por um Presidente, que é na nossa opinião uma das pessoas com mais conhecimentos de futebol no mundo, e que pese a sua truculência, e por vezes má educação, tem um feeling especial para a industria (eu diria mais negócio) futebolística, acertando em 9 de cada 10 escolhas que faz.

   Digamos que a equipa joga aquilo que ele quer, pois escolhe a partitura, o maestro e os músicos, deixando transparecer para o exterior, quando lhe convém, que se tratam de decisões colectivas, mas que na realidade são da sua única responsabilidade. Mérito seu portanto.

   O outro finalista tem seguido igualmente, nos últimos anos, um caminho semelhante, também graças a um Presidente sagaz, que apesar de ser bem mais novo que o seu colega finalista, reúne muitas das suas características.

   Apostas bem sucedidas, que têm consolidado o seu projecto, em maestros (leia-se treinadores) e selectividade nas escolhas dos músicos (leia-se jogadores) naquilo a que se pode chamar o mercado secundário bem como  capacidade de organização e de mobilização, ingredientes capazes de transformar uma equipa do meio da tabela numa equipa a olhar para feitos bem mais altos. A sua carreira europeia afastando da competição alguns nomes fortes do  panorama futebolístico europeu com orçamentos francamente superiores foi notável. Era bonito que não morressem na praia.

   O terceiro clube também merece ser enaltecido. Jogou com as suas armas e as convicões do seu maestro (leia-se treinador) embora não tenha sido bem sucedido, sendo a equipa um reflexo do que se passa no nosso País. Aposta em "obras" (leia-se jogadores) sumptuárias, sem critério e sem enquadramento colectivo. Sem pretender pessoalizar num jogador todos os inexitos da época, digamos que o guarda redes é o seu TGV. Investimento demasiado alto para a rentabilidade. Como diria Cavaco Silva é sempre fundamental conhecer o rácio custo/benefício que neste caso é baixinho.

   O rácio, porque o guarda redes é alto.

   A equipa chegou ao fim dando mostras de não estar física e psicologicamente preparada para ganhar. Tudo foi feito em esforço, sem souplesse, com dignidade mas mostrando pouca valia para os investimentos milionários efectuados. Digamos que no seu conjunto se trata da Auto Estrada da Beira Interior. Obra de encher o olho, mas demasiado cara e sem acrescentar valor. No caso da AE poucos carros, no caso da equipa pouco Futebol.

   Do Presidente não falamos. Como diria José Sócrates, ter dinheiro ... não é tudo.

   Em resumo glória aos vencedores, Futebol Clube do Porto e Sporting de Braga,  honra ao vencido, Sport Lisboa e Benfica.

   E Viva Portugal.

 

{#emotions_dlg.chat}Post 317

Estado de Alma: Desportista
Livro: Novos Líderes
publicado por Lanzas às 10:05

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

JE SUIS CHARLIE

QUANDO NÃO ERA FIXE FALAR...

Marcelo, Santana e o Cand...

Marcelo, Passos e o Candi...

DIREITOS DOS ANIMAIS ...

O ORÇAMENTO DO NOSSO DESC...

CLARA FERREIRA ALVES

CHOVE EM LISBOA

A FISCALIZAÇÃO SUCESSIVA ...

SUPONHAMOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags