Terça-feira, 31 de Maio de 2011

ALGARVE - PELAS PIORES RAZÕES

   O que se está a passar no Algarve e em particular em Albufeira, assassínios de turistas, roubos por esticão, violência, etc. é assustador para quem lá mora ou para quem por lá passa, mas é sobretudo aterrador para o País.

   Depois de sucessivos anos em que por motivos vários o turismo esteve em baixa este era, e esperamos que continue a ser, um ano de boas expectativas para o aumento de turistas que nos visitam, face às convulsões havidas em países de destino similares no Norte de África, nomeadamente Tunísia e Egipto, com os reflexos positivos que tal poderá trazer para a nossa economia, bem como a atenuação do desemprego, ainda que sazonal.  

   Sabendo-se que o turismo é uma das poucas locomotivas que pode ajudar a puxar a economia nacional, a par das exportações, agora que a troika se prepara para passar a pente fino as nossas contas numa tentativa de por cobro a um dos maiores descalabros económicos  vividos pelo País desde a sua fundação, acontecimentos como este não vêm nada a propósito.

   É sabido que não pode existir um policia a cada esquina, é sabido que uma parte dos turistas que se instalam naquela zona também não são "flores que se cheire", pois em muitos casos vêm aos magotes para se embebedar ... e se calhar para mais alguma coisa, mas também é sabido que aceitando nós que eles venham temos de lhes ser garantir a sua segurança individual.

   E manifestamente Albufeira é uma terra perigosa, onde não é muito aconselhável passeios nocturnos nem grandes deslocações para sítios de diversão, pois a ausência de um policiamento activo e de presença dissuasora é manifesta.

   Mas nem em todos os domínios a polícia falha. Se tiver o azar de parar o carro fora de uma zona de estacionamento  para ir comprar o jornal,  beber um café ou comprar pão, por exemplo, é muito provável que a aventura lhe sai cara, pois há sempre um polícia desconhecido a tomar nota da matrícula do carro para oportunamente receber o "amável" convite para ir pagar a multa.

   É que a receita das multas ajuda a pagar os ordenados da polícia, e garantir a segurança das pessoas custa dinheiro.

   Em tempos de vacas magras as opções são  óbvias.

   Cada um tem o País que merece para viver ou para visitar.

 

{#emotions_dlg.chat}Post 339

Estado de Alma: Algarvio
Livro: Crime e Castigo
publicado por Lanzas às 14:27

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

JE SUIS CHARLIE

QUANDO NÃO ERA FIXE FALAR...

Marcelo, Santana e o Cand...

Marcelo, Passos e o Candi...

DIREITOS DOS ANIMAIS ...

O ORÇAMENTO DO NOSSO DESC...

CLARA FERREIRA ALVES

CHOVE EM LISBOA

A FISCALIZAÇÃO SUCESSIVA ...

SUPONHAMOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags