Quinta-feira, 24 de Março de 2011

QUANDO O MAR SE "ALEVANTA"

   O comportamento de José Sócrates, ontem no debate da Assembleia da Republica para discussão do chamado PEC 4 mostrou cabalmente, se dúvidas existissem, da sobranceria para não dizer desprezo com que se tem comportado nestes últimos anos perante as Instituições eleitas democraticamente pelo povo português.

   A atitude de abandonar as instalações dessa mesma Assembleia ostensivamente, logo após a intervenção do Ministro das Finanças, revela a sua forma sem grandeza de estar na política  que é aliás seu apanágio.

   Sejamos claros, José Sócrates não dispõe, nem nunca dispôs, de estofo democrático como ontem cabalmente demonstrou.

   Não quis, não soube, transmitir uma imagem de serenidade e compostura, preferindo deixar os seus pares, sim porque antes de ser Primeiro-ministro é deputado, "a falarem sozinhos" na senda aliás do que que tinha feito na apresentação de cumprimentos ao Presidente da Republica na cerimónia de posse do mesmo.

   Existe um mundo de diferença na cultura democrática de José Sócrates em relação a nomes socialistas de vulto como Salgado Zenha, Mário Soares, António Guterres, Jorge Sampaio, António Sérgio, Almeida Santos, Miguel Alegre, Jaime Gama e tantos, tantos outros nomes de verdadeiro relevo do Partido Socialista.

   O seu comportamento de falta de cortesia, como dizia ontem outra insigne personalidade da cultura portuguesa, António Barreto, raia a falta de educação. E estas coisas "do chá" são definitivas. Ou vêem do berço ou nunca mais se chega lá.

   Embora mais mitigado o comportamento de Teixeira dos Santos, Ministro das Finanças, também não foi brilhante ao abandonar o hemiciclo quando Manuel Ferreira Leite falava em nome do PSD.

   Tal comportamento também não o dignifica nem pessoalmente nem ao Governo, que na altura representava.

   Nos antigos arraiais das campanhas da pesca do atum costumavam os pescadores dizer entre si: Quanto mais o mar se "alevanta" mais um homem tem de lhe fazer peito.

   Foi pena nem um nem outro terem mostrado "peito" para fazer frente a uma mar chão.

 

Post 277

    

Estado de Alma: Pescador na campanha do atum
Livro: Tavira e o seu Termo
publicado por Lanzas às 10:55

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Março de 2011

GOVERNO - A MORTE ANUNCIADA

   Está moribundo o Governo, e nesta fase de "ante mortem", já se começaram a ouvir as esperadas críticas ao Presidente da Republica por não ter intervindo nesta fase da crise, de forma a evitar a sua morte anunciada.

   É pena não se ter ouvido, em tempo oportuno, de Mário Soares, Manuel Alegre, Edite Estrela e outras personalidades socialistas “um apelo angustiado” ao ainda Primeiro-ministro para um comportamento adequado, minimamente correcto, para com as outras Instituições Políticas, com as quais manifestamente mostrou, desde sempre, ser incapaz de conviver saudavelmente.

   Mas isso já são águas passadas e para o futuro, caso se confirme o esperado pedido de demissão do ainda Primeiro-ministro há que ter a maior atenção à produção legislativa do Governo demissionário e posteriormente de gestão corrente, particularmente durante uma campanha eleitoral que já se sabe vai ser dura.

   É necessário uma vigilância atenta aos Decretos-Lei, Portarias, Deliberações do Conselho de Ministros e Despachos dos Ministros, nos últimos dias dos “saldos”.

   São normalmente catastróficos e arrastam consigo graves consequências ao longo de vários anos.

   Ainda andam por aí, ou andaram até há muito pouco tempo, sobreiros e “outlets” de má memória.

   Todo o cuidado é pouco. E prevenir não custa.

 

Post 276 

Estado de Alma: A prevenir
Livro: Os Pecados de Philip Fleming
publicado por Lanzas às 14:30

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Março de 2011

O QUE ELES PENSAM

Fotomontagem: João Portalegre

 

Post 260

Estado de Alma: Humorista
Livro: A Cosmética do Inimigo
publicado por Lanzas às 14:15

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Março de 2011

A POSSE DO PR

 

 

Post 258

Estado de Alma: Presidente
publicado por Lanzas às 10:00

link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Janeiro de 2011

HABEMUS PAPAM

 

 

Post: 212 (Os Manos X)

Estado de Alma: Esperançado
Livro: Atravessar o Limiar da Esperança
publicado por Lanzas às 20:15

link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Janeiro de 2011

OS MANOS IX

 

 

Post 211

Estado de Alma: Em reflexão
publicado por Lanzas às 10:16

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

TGV - OUTRA VEZ SENHORES

   O Governo aprovou ontem em conselho de ministros a minuta de alteração ao contrato de concessão do TGV entre Poceirão e Caia,  que visa, entre outros objectivos, "eliminar a garantia pessoal do Estado", no âmbito do empréstimo contraído pela concessionária Elos junto do Banco Europeu de Investimento, "a substituir por garantia prestada por um sindicato bancário".

   É pois evidente a tentativa de conseguir a qualquer custo a luz verde do tribunal de contas para avançar com a mais ruinosa das PPP.

   Com o aperto que os portugueses estão a sentir na pele com o aumento generalizado dos bens de consumo, combustíveis, electricidade, etc., e com a redução efectiva de rendimento, leia-se menos vencimento e aumento dos impostos, esta decisão é escandalosa.

   Só quem é absolutamente insensível aos sacrifícios impostos aos portugueses pode persistir numa decisão que tem necessariamente de esconder algo de escabroso  que não é conhecido do portugueses.

   Compreendemos que as medidas de austeridade não façam mossa no bolso do Primeiro Ministro e dos Ministros das Finanças e Obras Públicas. Terão rendimentos próprios e fortuna que lhes permita passar imunes à crise, mas os outros?

   Os que não têm de dar de comer aos filhos, os mais remediados mas que não conseguem pagar os empréstimos, fazendo disparar o crédito mal parado e as penhoras, as gerações vindouras que nascem já endividadas até às orelhas, porque tem de ser massacrados por políticas absurdas?

   A quem aproveita uma obra que no actual contexto económico não tem cabimento?

   O que está a ser pago? E a quem?

   Será o preço exigido pela Sra. Angela Merkel para responder afirmativamente ao pedido lancinante de apoio para esta política económica desastrosa?

   Se não é parece. Mas que há gato escondido nisto, há.

   Apela-se aqui ao bom senso de Guilherme Oliveira Martins para que impeça até que as finanças públicas o permitam, mais este desastre.

   É que os senhores governantes um dias destes, seja quando isso for, vão embora mas os portugueses, todos, ficam até 2050 a pagar os seus disparates 

 

Post: 210

Estado de Alma: À beira de um ataque de nervos
Livro: A Origem dos Totalitarismos
publicado por Lanzas às 09:37

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

CARLOS CESAR E AS PRESIDENCIAIS

                                                                                  Fotomontagem: João Portalegre

 

Post: 209

Estado de Alma: Fadado
Livro: A Fada Oriana
publicado por Lanzas às 20:30

link do post | comentar | favorito

OBVIAMENTE DEMITO-O !

 

   Temos mantido, e continuaremos a manter até ao final da actual campanha para eleição do próximo Presidente da Republica  uma postura reservada tendo em atenção  que se trata do último recurso da Republica, em democracia,  que deve ser preservado mesmo que não se concorde com quem exerceu o lugar durante os últimos anos, ou com aqueles que se candidatam nestas eleições.

  No momento em que a crise em que nos encontramos mergulhados é assustadora, as discussões sobre a matéria deveriam ter-se centrado exclusivamente em assuntos que verdadeiramente interessam ao País e não em fait-divers, que  só servem para distrair as atenções sobre o essencial.

   Recordamos pois com saudade um candidato mítico a eleições Presidenciais, O General Humberto Delgado , e muito teríamos gostado de ouvir, de todos os candidatos, aquilo que quase todos desejamos. OBVIAMENTE DEMITO-O.

   Se houver coragem ainda vão a tempo. 

 

Post 208

                                                                                           

Estado de Alma: Apagado
Livro: Do Estado Novo à 2ª. Republica
publicado por Lanzas às 14:15

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011

PRESIDENCIAIS - COM TELHADOS DE VIDRO

   É sabido que durante as campanhas eleitorais a generalidade dos candidatos em vez de utilizarem os seus tempos de antena a debaterem temas sérios e de interesse da população, esclarecendo as verdadeiras políticas que procurarão implementar e explicar em que se diferenciam dos restantes, utilizam os mesmos para lançar insinuações, levantar dúvidas acerca da idoneidade dos outros candidatos, em suma baixa política.

   Ora nesta campanha para as presidenciais  alguns dos candidatos parecem movidos apenas por ódios pessoais. Outros, embora com um gabarito diferente, para melhor, mas empurrados pelas circunstâncias também se têm deixado contagiar. Foi o caso de Manuel Alegre.

   Mais depressa tivesse falado nas cargas policiais que considerou terem sido ordenadas pelo seu opositor Cavaco Silva enquanto Primeiro Ministro, e que segundo ele são uma imagem de marca de direita que os socialistas não cultivam, mais depressa a policia carregava sobre uma manifestação de protesto junto à residência do Primeiro Ministro, que por acaso não estava em Portugal. Não podia ter sido mais infeliz.

   Mas tal facto não retira o simbolismo de que quem tem telhados de vidro, não deve atirar pedras ao do vizinho.

   E já agora, nestes últimos três dia de campanha eleitoral, uma ideiazinha para Portugal. Consistente.

   Ficavamos agradecidos.

 

Post 207

Estado de Alma: Poeta
Livro: O Quadrado
publicado por Lanzas às 09:37

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

APELO PARA UMA CONDECORAÇ...

VITAL MOREIRA E A MESQUIN...

BARRETES VERDES

CAVACO NÃO FOI À ESCOLA

O ORDENADO DO PRESIDENTE

CARLOS CÉSAR CANDIDATO A ...

SACRIFICADOS SIM, MAS INF...

O TECTO DA DÍVIDA AMERICA...

PORTUGAL DOS PEQUENINOS

PORTUGAL E "A MÁQUINA"

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags