Domingo, 18 de Dezembro de 2011

SODADE ...

                      ... CESÁRIA !

{#emotions_dlg.chat}Post 440
Estado de Alma: De Luto
Livro: O Fazedor de Utopia (Uma Biografia de A. Cabral)
publicado por Lanzas às 14:17

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2011

E SE DUARTE LIMA ESTIVER INOCENTE?

   Declaração de Interesses: Não conheço Duarte Lima nem tenho, nem nunca tive, com ele quaisquer contactos directos ou indirectos.

   Posto isto, volto a colocar a mesma pergunta. E se Duarte Lima estiver inocente?

   Perante o que tem vindo a publico na imprensa diária e televisiva, até eu que não sou juiz lhe decretava pena de prisão.

   Os indícios, as motivações, os desenvolvimentos, tudo aponta no mesmo sentido.

   Aparentemente a única coisa "anormal" no conjunto imenso de notícias, condenatórias, vindas a publico é o facto de a autópsia de Rosalina Ribeiro  não ser determinante em relação "á hora da provável morte" e segundo o Presidente do INML, em declarações ao jornal Expresso publicadas no último sábado, a mesma ser "um mau trabalho; cujo sumário não tem qualidade, demonstra profundas insuficiências e não cumpre as normas mínimas internacionais", o que convenhamos não abona nada em favor da acusação, e deixa instalar na apreciação do caso a dúvida metódica.

   No mesmo jornal vem igualmente publicada  uma "pérola" da investigação do Ministério Público Brasileiro. Perante a incapacidade de determinar a hora da morte (22 horas locais segundo a polícia) através da autopsia  resolve o problema com o testemunho da D.Rosemary, respeitavel habitante de Saquarema, que garante ter ouvido, quase há dois anos, disparos a essa hora e no percurso do carro alugado por Duarte Lima; declaração essa "providencial" para contrapor á "amnésia" do perito do Instituto de Criminalística do Rio de Janeiro, responsável pela perícia ao cadáver de Rosalina Ribeiro, que não se recorda dos pormenores mais relevantes do caso com uma justificação liminar: "Já passou muito tempo desde o crime de Saquarema. Não tem como lembrar de tudo".

   Como é sabido quem não tem cão caça com gato, neste caso gata. Não há perito? Não há problema, há a D. Rosemary. Que ouviu na hora certa, no local exacto a sequência correcta do sucedido. Eventualmente desta forma: silêncio ... silêncio ... pum ... silêncio ... silêncio ... pum ... silêncio ... silêncio !

   Não resta assim a mais pequena duvida do que aconteceu naquela terra onde Deus quis que morasse D.Rosemary.

   Claro que a conduta assumida no desenvolvimento das averiguações por Duarte Lima não se configuram, aos olhos do observador desapaixonado, como a de quem não tem nenhumas culpas no cartório. Eventualmente terá. E que a falta de explicações convincentes para determinados factos ajuda a fazer acreditar que sim.  

   Pode sempre alegar que o local próprio para dar explicações não são os media, mas para se defender de uma condenação publica não existem alternativas. Ou estará para sempre condenado.

   Mas fica a pergunta: E se estiver inocente?

 

  Nota:  Este Post foi escrito antes de ter tido hoje conhecimento da detenção de Duarte Lima no ambito de negócios com o Banco Português de Negócios.

 

{#emotions_dlg.chat}Post 422

Estado de Alma: Culpado ou Inocente
Livro: A Arte de Viajar
publicado por Lanzas às 10:37

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

CASA DOS SEGREDOS ? SIM, MAS ...

   Não pertencemos ao número dos que em conversa com amigos afirmam categoricamente nunca ter visto um episódio de uma qualquer telenovela, um Realty Show, ou mesmo uma sessão sequer de um concursozito, mas que no decorrer da mesma conversa, deixam cair uma opinião, um comentário, ou pelo menos uma referência aos mesmos, sempre escudados no "vi por acaso, quando estava a fazer zapping”, “contaram-me” ou “a minha mulher comentou comigo”.

   Pertencemos sim ao grupo daqueles que sabem que os aparelhos de televisão, ou os seus comandos, têm dois botões básicos, ou apenas um com as duas funções, ON/OFF.

   Quando o ON não me agrada carrego no OFF e sigo em frente para outros entretimentos. Escrever, Ler, ou simplesmente “mandriar”, que é como quem diz olhar pela janela e imaginar coisas que não lembram nem ao diabo

   Vem este arrazoado a propósito do programa “Casa dos Segredos” transmitido no passado Domingo, do qual vimos uma parte substancial.

   Temos de Teresa Guilherme, a apresentadora do programa, a opinião de que se trata de uma pessoa equilibrada, culta, sensível, talhada para um programa daqueles, até pela forma alegre e brejeira que imprime ao programa, o que está no espírito do mesmo, e por uma característica muito própria:

    - “Fala” com as mãos. (e com os olhos).

   No entanto no passado Domingo Teresa Guilherme prestou um mau serviço na salvaguarda da dignidade das pessoas. Sabe-se que quem aceita participar num programa com aquelas características está disposto a "despir-se" perante os telespectadores. E a nudez física é a que menos conta. Despem-se intelectualmente, moralmente e até psicologicamente.

    No entanto ter cilindrado, até à exaustão, uma concorrente cujos limites dos seus conhecimentos de geografia não ultrapassam os contornos da sua própria terra natal foi desumano.

   Não a terá humilhado porque a “inocência” da concorrente só é ultrapassada pela sua ignorância, e está disposta a sujeitar-se a tudo, mesmo tudo, para continuar a ter o protagonismo que a torne no ícone da Sociedade de Recreio da sua terra, e a estar por perto do "seu" Marco.

    Aquele não é um programa destinado a revelar a cultura geral dos concorrentes, a sê-lo aquela concorrente não se teria atrevido a participar, digo eu. É tão só um programa de fait-divers, uma mostra de frivolidades, culturismo e de passagem de modelos, quanto mais despidos melhor.

   A Teresa Guilherme competia-lhe não “desconstruir” uma concorrente daquela forma. Não a dignifica. À Teresa Guilherme, não à concorrente.

 

{#emotions_dlg.chat}Post 406

 

Estado de Alma: Nomeado
Livro: A Casa do Rio
publicado por Lanzas às 09:57

link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Outubro de 2011

IN DUBIO PRO REO

   É vulgar em Portugal dizer-se mal da Justiça. Seja objectivamente, alguém que tem razões concretas para isso; seja subjectivamente em comentários, nomeadamente do Bastonário da Ordem dos Advogados, ou notícias dispersas.

   Casos há que o cidadão comum não entende, mas num Estado de Direito deve vigorar sem restrições o princípio de "In dubio pro reo".

   Porém a notícia vinda a público esta semana que um Polícia (até prova em contrário inocente), por motivos fúteis, com o conluio de um colega e apoiado nos meios da Corporação que serve(?) terá forjado um homicídio para acusar um vizinho que em consequência de tal facto esteve cinco meses preso, ultrapassa o razoável, e é digno dos piores momentos da justiça americana, em que casos parecidos não são infelizmente raros, algum terminados dramaticamente com a pena de morte.

   Provavelmente as "provas" apresentadas eram de tal forma irrefutáveis, que não ofereceram dúvidas a ninguém.

   Mas onde está argúcia, a capacidade de análise e de discernimento, o feeling, o bom senso, do Comando da Polícia que sancionou o Auto de Notícia, do Ministério Público que apoiou a acusação e do Juiz que a sancionou.

   Ninguém, em nenhum momento, teve uma dúvida por muito ténue que fosse? Nem sequer se questionou que poderia estar a atirar com um homem eventualmente  inocente para a prisão correndo o risco de ser condenado a um longo período de privação de liberdade?

   A ser verdade que um homem esteve preso cinco meses sem culpa, porque um Polícia, forjou um homicídio, tal facto assusta.

   É que não se trata de uma boa ou má Justiça, nem de uma Justiça lenta ou célere.

   Trata-se de uma injustiça. Sem possibilidade de reparação, porque o tempo infelizmente não volta para trás.

   E não foi cometida por falta de meios, por cortes orçamentais ou por qualquer outra questão política.

   Foi cometida porque a vida dos outros interessa pouco se atrapalha a nossa.

   E isso METE MEDO!

 

{#emotions_dlg.chat}Post 399

Estado de Alma: Incrédulo
Livro: A Sala das Perguntas
publicado por Lanzas às 10:57

link do post | comentar | favorito
Sábado, 10 de Setembro de 2011

ALENQUER TERRA DO DIVINO ESPIRITO SANTO

 

   Quando alguém disse que já tinha visto tudo quando viu um porco a andar de bicicleta, achei que esse alguém não devia andar longe da verdade.

   Afinal estava enganado. Em Alenquer, terra situada a 25 minutos de Lisboa, entre a Serra de Montejunto e o Rio Tejo, onde através  dos seus variados acidentes geográficos se determina a paisagem desta velha civilização rural, carregada de tradições, e cuja dispersão do povoamento dos antigos Sítios e Castros, alcandorados nas colinas, através das terras baixas que descem até à Borda de Água, que permitiu que pelo Tejo, conquistada que foi Alenquer à “moirama”, chegassem ao Concelho a riqueza e o progresso, isto é os vinhedos e a industria, e onde arribaram Paços Reais, Conventos e Quintas com pedras de armas; e de onde partiram ancestralidades que sobrevivem ainda hoje nos Açores e no Brasil, através das Festas do Divino Espírito Santo, ainda havia muito para ver.

   Com efeito, desta terra de onde saíram Damião de Góis, Pero de Alenquer e outros ilustres Filhos à descoberta do Mundo. e onde recolheram monges e freiras para rezar, meditar e ajudar as gentes locais, as árvores para vergonha nossa florescem no alcatrão.

    Tantos séculos passados é triste constatar: Alenquer que pobre terra és porque tais gentes agora criaste para te governar. 

 

 

{#emotions_dlg.chat}Post 383

Estado de Alma: Mal plantado
Livro: A Árvore em Portugal
publicado por Lanzas às 13:47

link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Junho de 2011

EM REFLEXÃO

 

   * Adaptação da frase "nós pega o peixe" constante do Manual de Língua Portuguesa " Por Uma Vida Melhor" distribuído pelo Ministério da Educação do Brasil a cerca de 500.000 estudantes do ensino médio.

    O Acordo Ortográfico no seu melhor.

 

{#emotions_dlg.chat}Post 343

Estado de Alma: A Reflectir
Livro: Reflexões da Vida
publicado por Lanzas às 11:57

link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Maio de 2011

AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE

   Com a degradação do tecido económico do País o desemprego, que em números reais (os que constam das estatísticas mais os que já desistiram de procurar emprego) não deve andar muito longe de Um Milhão de portugueses, tornou-se incontrolável.

   As consequências que este facto origina ao nível das famílias são devastadoras, para além das que são ocasionadas pela diminuição dos apoios sociais e das  impostas pela redução das despesas de saúde, que tenderão a agravar-se no futuro, tornando  a capacidade de sobrevivência de muitos lares, e o colmatar de carências de toda a ordem, dependente em larga escala dos apoios de Instituições de Solidariedade Social.

  Instituições como a Cáritas, o Banco Alimentar e a Liga Portuguesa Contra o Cancro com toda a sua especificidade, são apenas exemplos ao acaso das inúmeras Instituições que com um carácter regular ajudam quem mais precisa, apoiam os que foram "apanhados" por alguma das vicissitudes da sociedade, e colaboram activamente com pessoas às quais a desventura da vida trouxe azares e doenças que precisam de um apoio moral e de um acompanhamento permanente, os quais muitas das vezes as famílias por si só não têm condições de disponibilizar.

   E que dizer dos voluntários, jovens e menos jovens, homens e mulheres,  que de forma  livre e voluntária apoiada unicamente em motivações e opções interiorizadas, disponibilizam com coragem o seu tempo, a sua força emocional, o seu saber, o seu talento e o seu carinho a favor daqueles a quem momentaneamente a vida se tornou madrasta.

   Obrigado a todos eles.

   Dentro da grandeza que demonstram, um pequeno reparo o qual está longe de ser uma crítica, porque não é passível de  critica quem tem essa enorme capacidade de doação. Durante as campanhas de sensibilização e angariação de fundos (peditório ou venda de produtos associados às campanhas), por favor não mostrem enfado ou uma cara de desagrado quando alguém não colabora.

   Sabe Deus porque não o faz ...

 

Estado de Alma: Solidário
Livro: Conhecimento do Inferno
publicado por Lanzas às 15:07

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Abril de 2011

AI SE ELES FALASSEM

   É sabido por todos que José Sócrates não mente, apenas se limita "a construir a sua própria versão dos acontecimentos dando-lhe a forma que mais lhe convém no momento" na feliz caracterização feita por Mário Crespo.

   Realmente quando o Primeiro ministro ousa dizer que numa reunião, por acaso do Conselho de Estado, não se falou de uma coisa que realmente foi falada na presença de mais dezoito pessoas, na expectativa que o manto de silêncio que normalmente cobre essas reuniões desse o assunto por encerrado, ficando no ar apenas o perfume da negação da existência de  acontecimentos que realmente se verificaram, não há mais nada a acrescentar sobre a sua personalidade.

   Resta-nos apenas chorar.

  Episódios caricatos parecidos com este não é a primeira vez que sucedem , sendo a mais curiosa das inverdades sobre o que aconteceu ou não numa determinada situação aquela que teve origem no interesse de Paulo Portas,  então jornalista do extinto «Independente», em saber o acontecido em determinado jantar, tendo para o efeito procurado saber junto de Marcelo Rebelo de Sousa como tal jantar tinha decorrido. Marcelo descreveu-lhe todos os pormenores: Quem lá estava, do que haviam falado, e até o que haviam comido, tendo apimentado a descrição com o pormenor de a refeição ter começado por uma vichyssoise.

   Só sobrava um detalhe. O jantar não se realizara, fora adiado. O resto era tudo "verdade".

   Resta-nos apenas rir.

   Outro jantar com história teve a ver com o abortado negócio, meio publico meio privado, da compra da TVI por parte da PT.  Henrique Granadeiro, Presidente da PT primeiro garantiu aos jornalistas que falou com Sócrates uma única vez antes de enviar o comunicado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o que teria acontecido a 23 de Junho. Porém perante a versão de José Sócrates de que só soube da intenção da PT num jantar a 25 de Junho, o presidente da Portugal Telecom mais tarde admitiu ter cometido um lapso quando descreveu aos jornalistas o momento em que falou a José Sócrates no interesse da PT na TVI, e esclareceu que falou com o Chefe do Governo apenas depois de informar o regulador dos mercados, no dia 25, e então já tinha pormenores:

   «Eu falei de facto com o senhor primeiro-ministro no dia 25 e nesse dia, num jantar que até veio relatado na comunicação social, informei-o daquilo que constava no comunicado que já tínhamos distribuído à CMVM», disse, admitindo ter inicialmente cometido um lapso.

   Se a verdadeira "verdade" destes e outros acontecimentos similares fossem contados por quem os protagonizou em tempo oportuno se calhar não tínhamos chegado ao estado deplorável em que nos encontramos.

   A história um dia será feita, porém tarde demais. Já não mudará o resultado do jogo.

   Perdeu Portugal.

 

{#emotions_dlg.chat}Post 297 

Estado de Alma: A comer sopa
Livro: Como Água para Chocolate
publicado por Lanzas às 10:50

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

GERAÇÃO "À RASCA"

                                        Oleo sobre tela de Ana Maria Malta

 

Post 240

Estado de Alma: A Tamborilar
publicado por Lanzas às 20:00

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

DIA DOS NAMORADOS

 

Post 232 (Os Manos XIX)

Estado de Alma: Enamorado
publicado por Lanzas às 15:00

link do post | comentar | favorito

EM DESACORDO

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

SODADE ...

E SE DUARTE LIMA ESTIVER ...

CASA DOS SEGREDOS ? SIM, ...

IN DUBIO PRO REO

ALENQUER TERRA DO DIVINO ...

EM REFLEXÃO

AS CAMPANHAS DE SOLIDARIE...

AI SE ELES FALASSEM

GERAÇÃO "À RASCA"

DIA DOS NAMORADOS

arquivos

Janeiro 2015

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Procurar no blog

 

links

blogs SAPO

subscrever feeds

blogs SAPO

tags

todas as tags